8 sinais de uma saúde vaginal ruim e 11 dicas para resolvê-los

Como saliva é importante para a saúde dental, de perdas moderadas são essenciais para a saúde vaginal. Mas cuidado com infecções ou outros problemas de saúde. Veja como reconhecer os sinais de uma saúde vaginal ruim e dicas naturais para remediar.

A vagina é naturalmente ácida, que contém uma grande quantidade de bactérias benéficas que impedem o desenvolvimento de infecções e manter um nível de pH ideal.

Quais são os sinais que indicam má saúde vaginal?

1. ardor e prurido

2. corrimento vaginal excessiva

3. Um inflamado mucosa vaginal e doloroso

4. O aparecimento de lesões

5. odores

6. O sangramento anormal

7. O sangramento após o coito

8. A secura vaginal

Veja como proteger a sua saúde vaginal:

1. Manter o equilíbrio do pH vaginal

Alguns ginecologistas recomendado douching, mas podem reduzir a acidez da vagina, interrompendo o seu pH fisiológico, o que resulta na proliferação de bactérias. Recorde-se que a vagina é ácida, com um pH variando entre 3,8 e 4,5.

Se o odor é forte, é recomendável consultar o seu ginecologista em vez de duchas que certamente irá reduzir odores no momento, mas isso não vai ajudar a tratar o problema.

Por outro lado, é melhor evitar o uso de determinados produtos de higiene pessoal, porque eles podem interferir com o pH normal da vagina. Pergunte ao seu ginecologista.

2. Evite junk food

Fast food, especialmente alimentos ricos em açúcar pode afetar sua saúde vaginal. Com efeito, açúcar promove o desenvolvimento de microrganismos e fungos. De acordo com Dr. Rebecca Booth, ginecologista, reduzir o seu consumo de hidratos de carbono e se concentrar em frutas e legumes para uma boa saúde vaginal.

3. Adotar uma dieta saudável

Uma dieta equilibrada e saudável e consumo de água adequada são essenciais para a saúde do corpo, incluindo a vagina. Além disso, alguns alimentos são especialmente benéfico para prevenir ou aliviar os problemas relacionados com a saúde vaginal. Este é o caso de iogurte porque contém lactobacilos, bactérias gram-positivas que mantêm a acidez da vagina, a prevenção da proliferação de fungos e micróbios responsáveis ​​por infecções vaginais.

4. Proteja-se durante o sexo

Se proteger durante o sexo, você pode evitar muitas doenças sexualmente transmissíveis, incluindo o vírus da Aids, herpes genital, sífilis, gonorréia, verrugas genitais e clamídia.

Note-se que algumas doenças sexualmente transmissíveis, como o HIV e herpes genital, são incuráveis. HPV, ou vírus do papiloma humano é uma outra doença sexualmente transmissível que pode causar verrugas genitais e outras doenças graves, tais como o cancro do colo do útero.

É altamente recomendável para alterar preservativo quando a mudança de sexo oral para a relação sexual vaginal, para impedir a propagação de germes na vagina.

5. Parar de fumar

Fumar não só afeta o trato respiratório, também pode impactar negativamente a sua saúde vaginal. Dr. Rebecca Booth observa que "alcatrão e nicotina pode prejudicar a saúde da vagina, resultando em um crescimento excessivo de bactérias. Estes produtos químicos podem obstruir os poros da vagina e gerar odores indesejáveis. Pense sobre parar de fumar para sua vagina respirar livremente ...".

6. Evitar antibióticos

Antibióticos favorecer o desenvolvimento de fungos, o que pode causar infecções fúngicas. Dr. Rebecca Booth sugere promover o consumo de iogurte, quefir e alimentos fermentados quando um é forçado a tomar antibióticos para evitar infecções vaginais.

7. infecções Tratar mais rápido

Existem três doenças vaginais comuns: infecções fúngicas, a vaginose bacteriana e tricomoníase. As infecções fúngicas são geralmente causadas por fungos, a vaginose bacteriana ocorre quando a vagina é o lar de muitas bactérias e tricomoníase é uma doença sexualmente transmissível.

Note-se que cada uma destas doenças pode ser tratada por via oral ou por via tópica. O tratamento destas doenças é particularmente importante porque sem supervisão médica, estas doenças podem levar a problemas de saúde mais graves.

8. Compre a cueca direita

"A pele de suas partes íntimas é extremamente sensível", diz Dr. Rebecca Booth. Ela acrescenta: "Sempre escolher roupas íntimas feitas de tecidos naturais como o algodão ou seda." De facto, os materiais sintéticos geralmente contêm alérgenos e produtos químicos tóxicos que podem irritar a pele.

9. ginecológico regular

Regularmente consultar o seu ginecologista é essencial para a sua saúde vaginal. Cada mulher deve ter o seu primeiro exame ginecológico com a idade de 21, ou da primeira relação sexual.

Recorde-se que o teste de Papanicolau, também conhecido como o "citologia vaginal," é um ensaio que pode detectar alterações nas células vaginais, que podem levar ao cancro uterino.

água 10. Lavar

Os géis de higiene íntima se tornaram muito populares e são amplamente utilizados. Mas estes produtos não são recomendados por ginecologistas, como eles podem perturbar o pH natural da vagina. Para uma boa higiene pessoal, use uma lavagem com água.

11. Escolha cuidadosamente sabão

Se preferir ainda usar um produto para limpar suas partes íntimas, a barra de sabão é a escolha ideal, pois não altera o pH vaginal. Mas não usá-lo todos os dias para evitar a secar a pele. Para uma boa saúde vaginal, os médicos recomendam a utilização dos sabões feitos a partir de óleo de oliva, tais como sabão de Aleppo.

(0)
(0)
Comentários - 0
Sem comentários

Adicionar um comentário

smile smile smile smile smile smile smile smile
smile smile smile smile smile smile smile smile
smile smile smile smile smile smile smile smile
smile smile smile smile
Caracteres restantes: 3000
captcha